Serviços

Diagnóstico
Fitossanitário

Diagnóstico fitossanitário, constando na detecção e determinação de pragas agrícolas (ácaros, bactérias, fitoplasmas, fungos, insetos, nematoides, oomicetos, sementes de plantas invasoras, vírus e viroides) em sementes, grãos, frutas, bulbos, mudas, folhas e talos de tabaco, solo, turfa, farinhas, levedura, açúcar...para atender exigências/demandas de importação, exportação e nacionais (trânsito interno, ex. qualidade fitossanitária de mudas).

Neste segmento o laboratório realiza análises para detecção e determinação de todos os grupos de pragas agrícolas, associadas a produtos exigidos em programas oficiais do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) e secretarias estaduais de agricultura, empresas comerciais do setor agrícola, instituições de ensino e pesquisa e produtores rurais.

Como laboratório credenciado à rede nacional do MAPA, o Agronômica participa ativamente do processo de defesa sanitária vegetal dando suporte aos fiscais agropecuários federais na vigilância das fronteiras para impedir a entrada e a disseminação de pragas que constituam ou possam constituir ameaças ao agronegócio nacional, garantindo a sanidade dos produtos e a qualidade dos insumos agropecuários importados, exportados e de trânsito interno.

Amostras oficiais coletadas em processos de importação são analisadas para a detecção e determinação das pragas estabelecidas na lista de pragas quarentenárias para o Brasil, bem como em instruções normativas específicas resultantes da aprovação de Análises de Risco de Pragas para novas origens.

Amostras de produtos vegetais encaminhadas para verificação de conformidade visando certificação fitossanitária para exportação ou para controle de trânsito interno, são analisadas para o cumprimento de requisitos fitossanitários estabelecidos pelos países importadores ou para os programas internos de vigilância fitossanitária do Brasil.

O Agronômica adota protocolos internacionais reconhecidos e publicados pela Convenção Internacional de Proteção de Plantas - CIPV e por suas Organizações Regionais de Proteção Fitossanitária, o que garante a qualidade dos resultados emitidos. Os parâmetros estatísticos de desempenho dos métodos selecionados são avaliados em programas de validação interna. Investimentos permanentes em tecnologia asseguram a inovação, determinam a capacitação do pessoal envolvido e tornam dinâmica a capacidade operacional do laboratório. A melhoria contínua dos processos de gestão da qualidade em cumprimento aos requisitos da norma NBR ISO/IEC 17025/2005 é o foco para a garantia da acurácia requerida.

Com um escopo flexível, credenciado junto ao MAPA, os responsáveis técnicos avaliam a capacidade da realização de ensaios que não estejam explicitamente declarados neste, em função da diversidade de pragas e do surgimento permanente de novas demandas, especialmente para análises de produtos e sub produtos de exportação. Verifique o escopo do laboratório. (Download)

Download

Sementes livres de pragas

O trânsito de produtos agrícolas não pode ser sinônimo de trânsito de pragas agrícolas, pois novas pragas significam prejuízos para o agronegócio, sociedade e ambiente. Sementes são veículos eficazes no transporte destas pragas, que podem causar injúrias e doenças, resultando na queda da produção de diferentes culturas. A fim de verificar a qualidade sanitária de sementes comerciais, testes específicos são requeridos de acordo com a legislação vigente de cada país.

O conhecimento sobre as pragas presentes em lotes de sementes tem como finalidade indicar a melhor utilização comercial, confrontando a qualidade de diversos lotes e definindo a melhor seleção de tratamentos ou mesmo o descarte de lotes com infestações/infecções acima do permitido.

A análise fitossanitária de sementes requer a aplicação de inúmeros procedimentos, que vão desde a etapa de preparação dos materiais utilizados para a condução dos testes até a sua execução. O Agronômica seleciona métodos seguindo os princípios definidos no Manual de Análise Sanitária de Sementes – RAS, publicações indicadas pela International Seed Federation – ISF, bem como os métodos validados pela International Seed Testing Association – ISTA.

Certificação de Mudas

A disseminação de pragas é um dos maiores problemas da fruticultura mundial. Com a necessidade de garantir a sustentabilidade da cadeia produtiva, em todos os seus vértices, instituições de pesquisa e extensão, em colaboração com entidades regulamentadoras, vêm desenvolvendo um trabalho para a implementação de um sistema nacional de certificação de mudas.

Projetos pilotos encontram-se em fase de desenvolvimento, para obtenção de padrões nacionais e determinação de protocolos de análise. Esta situação requer atenção especial, uma vez que a introdução de novos materiais de origem vegetal expõe o país a riscos de contaminação com novas doenças.

Com o objetivo de auxiliar o desenvolvimento deste segmento, o Agronômica tem participado de projetos para otimização de métodos de detecção de pragas específicas, em parceria com empresas privadas e instituições de pesquisa.

Substratos

Um substrato, independentemente do uso proposto, não deve servir de veículo para disseminação de pragas, tais como propágulos de plantas daninhas, fungos, nematoides e outras.

Os componentes utilizados na sua formulação devem estar isentos de organismos prejudiciais para a garantia de qualidade dos produtos obtidos nos diferentes cultivos.

A contaminação dos materiais utilizados pelos produtores no início da produção inviabiliza toda uma produção comercial em curto espaço de tempo, com risco de introdução de pragas exóticas em novas áreas.

Por esta razão a análise fitossanitária dos materiais comercializados é de fundamental importância para a garantia do setor e para a qualidade dos produtos obtidos através do uso destes por agricultores. A utilização de métodos oficiais para detecção e determinação de pragas em substratos tem sido praticada na rotina das análises de substratos importados de diferentes origens no Agronômica.

Batata-semente

Os ensaios previstos no escopo de credenciamento do Agronômica viabilizam o recebimento de amostras de batata-semente, provenientes de partidas importadas e inspecionadas nos pontos de ingresso no Brasil.

A disponibilidade de protocolos otimizados para a detecção das pragas quarentenárias associadas à cultura, de acordo com as origens previstas em instrução normativa específica, permite o diagnóstico rápido e preciso em atendimento ao programa oficial de vigilância do MAPA.